"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Marcha dos Trabalhadores em Brasília reúne cerca de 15 mil pessoas

Da Página do MST
Cerca de 15 mil pessoas marcham em defesa de uma plataforma política que une o conjunto da classe trabalhadora, para enfrentar os interesses do capital financeiro e das grandes empresas transnacionais no contexto da crise econômica mundial.
Os 4.000 camponeses da Via Campesina, acampados desde segunda-feira no estacionamento do ginásio Nilson Nelson, somam-se ao protesto que percorrerá toda a Esplanada dos Ministérios, a partir das 10h.
Os principais pontos da plataforma política são a redução da jornada de trabalho sem redução salarial, a destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) no orçamento federal para educação pública e gratuita e a mudança de modelo agrícola, com a proibição da utilização de agrotóxicos e a realização da Reforma Agrária.
“Viemos cobrar do governo e do Congresso Nacional a concretização de todas estas pautas que são direito dos trabalhadores do campo e da cidade. Essa unidade é uma importante demonstração de força do conjunto da classe trabalhadora brasileira vem às ruas contra esse modelo econômico que privilegia os bancos e o agronegócio”, disse João Paulo Rodrigues, integrante da coordenação nacional do MST e da Via Campesina.

0 comentários:

Postar um comentário