"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

Da autonomia em política - Cornelius Castoriadis

A filosofia não é filosofia se não expressa um pensamento autônomo. Que significa autônomo? Isto é autônomo, "que se dá a si mesmo sua lei". Em Filosofia, está claro: dar-se a si mesmo sua lei, quer dizer estabelecer as questões e não aceitar autoridade alguma. Pelo menos a autoridade de seu próprio pensamento prévio.

O poder na era das redes sociais

A comunicação de masas é aquela que tem o potencial de chegar ao conjunto da sociedade e é caracterizada por uma mensagem que vai de um a muitos, com interatividade inexistente ou limitada. Autocomunicação de massas é aquela que vai de muitos para muitos, com interatividade, tempos e espaços variáveis, controláveis.

Hayek contra Keynes: o debate do século

As linhas divisórias que hoje cruzam pensamento econômico devem muito a este debate. Por exemplo, a análise do papel do Estado e da política na gestão econômica depende essencialmente desta polêmica.

O Califado contra o resto do mundo

Quem ganha e quem perde com o novo realinhamento geopolítico no Médio Oriente?

Colapso do petróleo e do sistema financeiro ameaça expropriar os fundos de pensão

Desde os resgates bancários de 2008 houve um debate produtivo sobre a necessidade de mudar o sistema e evitar os monstros bancários "grandes demais para falir", que tiveram que ser resgatados pelos governos.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Tráfico de mulheres

           O tráfico de mulheres gera receitas anuais de US$ 32 bilhões no mundo todo, e 85% desse dinheiro vem da exploração sexual, que só na América Latina e no Caribe fez 100 mil vítimas em 2006.
          São dados da Organização Internacional de Migrações (OIM), fornecido pelo diretor geral do cone sul do órgão, Eugenio Ambrosi, que declarou que uma mulher pode ser "vendida" para uma rede de exploração sexual por entre US$ 100 e US$ 1.600.
          As vítimas das organizações que traficam pessoas para obrigá-las a exercer a prostituição geram um lucro líquido de US$ 13 mil para seus exploradores.
      O estudo da (OIM), que se concentrou na Argentina, no Chile e no Uruguai, revela que as vítimas costumam ser mulheres de classe social baixa, que vivem em um ambiente de marginalidade, com um entorno familiar instável, além do precário nível educacional. Assim, com pequenas possibilidades de trabalho, essas mulheres estão predispostas a migrar e cair em diferentes esquemas.
                                    (folha.com)
                            

Desertificação no Brasil

O Brasil é um dos países do mundo que sofrem com a desertificação dentro de seu território. O fenômeno é causado pelo desmatamento desenfreado e pelas práticas erradas de uso do solo para atividades econômicas que extrapolam a capacidade de suporte e de sustentabilidade de uma área.
No país, os efeitos da desertificação podem ser mais visíveis nas ASDs (Áreas suscetíveis à desertificação) localizadas no Nordeste e em uma pequena parte do Sudeste. Atualmente mais de 1.480 municípios dos 9 estados do Nordeste já são atingidos por esse fenômeno segundo o ministério do meio-ambiente. E não é só nesta região que o fenômeno ocorre, já que algumas cidades do Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo também são atingidas.
Dentre essas áreas há aquelas onde a situação é mais grave. São os chamados núcleos de desertificação, onde o processo está bem mais avançado, como Seridó(RN), aí o problema é causado principalmente pela ação das cerâmicas, que extraêm a madeira que é usada como combustível nos fornos, há tempos que se discute a construção de um gasoduto para abastecer de gás essas cerâmicas, jamais foi construído, apesar de o Rio Grande do Norte ser grande produtor de gás. Irauçuba(CE),Gilbués (PI) e Cabrobó(PE). 

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Armas químicas e biológicas

              Os chamados países "párias", ou indesejáveis, além de abrigar terroristas, são acusados de possuir armas químicas e biológicas de efeitos devastadores.
             Na verdade, o uso de armas químicas não é recente. Elas são usadas desde a Primeira Guerra Mundial. Entre elas está o Sarin, gás usado no atentado do metrô de Tóquio, em 1995, que causou 12 mortes e inúmeras intoxicações.
             Entre as armas biológicas destaca-se o antraz, utilizado por terroristas durante a campanha dos aliados ocidentais no Afeganistão, em 2001, após os atentados de 11 de setembro. A bactéria foi enviada através de cartas e provocou mortes nos Estados Unidos, ppaís que, na verdade, foi responsável pelo fornecimento dessa arma ao Iraque durante a guerra Irã-Iraque.
            Há tempos a hipótese de um grande ataque com gases ou germes faz parte do universo dos especialistas em terrorismo. Mais de 125 nações assinaram, em 1993, um acordo que proíbe a fabricação de armas químicas e prevê a eliminação total dos arsenais existentes. Mas muitos países que as têm se recusaram a assinar o documento. Entre eles, Iraque, Líbia, Síria e Coreia do Norte, que abrigam e dão apoio a grupos terroristas.
           Armas biológicas são micro-organismos que causam doenças mortais ou incapacitantes. Podem ser também toxinas extraídas de animais e plantas ou sintetizadas em laboratório. Já as armas químicas incluem gases, líquidos, aerosóis e pós venenosos.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Há 50 anos, o astronauta soviético Yuri Gagárin realizava a primeira viagem do homem ao espaço

          16 de abril de 1961 entrou para a história como o dia em que o astronauta da ex-união Soviética Yuri Gagárin passou 89 minutos no espaço, a bordo da cápsula Vostok 3KA, e retornou a salvo para a terra.Não tenham medo. Sou um soviético como vocês. Vim do espaço e preciso telefonar para Moscou!", disse o piloto ao pousar de paraquedas nas terras de uma fazenda na cidade russa de Izhvesk.
             Era o auge da guerra fria, onde, Estados Unidos e União Soviética disputavam o posto de potência mais evoluída tecnologicamente e também para mostrar que sua ideologia era a mais forte.
             Gagárin morreu 7 anos após voltar do espaço, durante testes de avaliação em um projeto de avião. Com a frase "A terra é azul e Olhei para todos os lados, mas não vi Deus, ele entrou para a história como o primeiro homem a ver a terra de fora da sua atmosfera.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Tráfico de animais silvestres


     O comércio ilegal de animais silvestres é a terceira atividade clandestina que mais movimenta dinheiro sujo, perdendo apenas para o tráfico de drogas e armas.
     O Brasil é um dos principais alvos dos traficantes devido à sua imensa diversidade biológica. Quando capturados esses animais são submetidos a péssimas condições de transporte. Muitos morrem antes de chegar ao destino final. Filhotes são retirados da mata, atravessam as fronteiras escondidos nas bagagens de contrabandistas para serem vendidos como mercadoria.
         Todos os anos mais de 38 milhões de animais selvagens são retirados ilegalmente de seu habitat no país, sendo 40% exportados, segundo relatório da polícia federal. O tráfico interno é praticado por caminhoneiros, motoristas de ônibus e viajantes. Já o esquema internacional envolve grande número de pessoas. Os animais são caçados ou capturados no Norte, Nordeste e Pantanal, geralmente por pessoas muito pobres, passam por vários intermediários e são vendidos principalmente no eixo Rio-São Paulo ou são exportados.

domingo, 10 de abril de 2011

O desmatamento na Amazônia

         A Amazônia ocupa uma área de mais de 6,5 milhões de quilômetros quadrados na parte norte da América do Sul, passando por 9 países: o Brasil,  Venezuela, Colômbia, Equador, Bolívia, Peru, Suriname, Guiana e Guiana Francesa.
        85% dessa região fica no Brasil, em 61% do território nacional e com uma população que corresponde a menos de 10% do total de brasileiros.
         No Brasil, só em 2005 foram 18.763 KM quadrados de áreas devastadas, sendo que uma das principais causas é a extração de madeira, na maior parte ilegal. Segundo dados do Grupo Permanente de trabalho Inter- ministerial Sobre Desmatamento na Amazônia, desde 2003 foram apreendidos cerca de 701 mil metros cúbicos de madeira em tora proveniente da extração ilegal. Devido à dificuldade de fiscalização e a pouca infraestrutura na região, alguns moradores se veem forçados a contribuir com a venda ilegal de madeira por não terem nenhum  outro meio de renda ou mesmo por se sentirem coibidos pelos madeireiros. Até alguns índios costumam trabalhar na atividade ilegal na extração de madeira.
       Outras causas apontadas são o crescimento da população e da agricultura na região. Até 2004, cerca de 1,2 milhões de hectares de florestas foram convertidos em plantação de soja só no Brasil. Isso porque desmatar áreas de florestas intactas custa bem mais barato para as empresas do que investir em novas estradas, silos e portos para utilizar áreas já devastadas.
       Além de afetar a biodiversidade, o desmatamento na Amazônia afeta, e muito, a vida das populações locais que sem a grande variedade de recursos da maior bacia de água doce do planeta se veem sem possibilidade de garantir a própria sobrevivência, tornando-se dependentes da ajuda do governo e de organizações não governamentais.
        Nos últimos anos a Amazõnia brasileira vem registrando a pior seca de sua história. O pior é que esse efeito tende a se agravar com o tempo. Com os rios secando e a diminuição da cobertura vegetal, diminui a quantidade de evaporação necessária para a formação de nuvens, tornando as florestas mais secas.