"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Ministério anula anistias de ex-cabos, e já são 172 sem o benefício


Chegou a 172 o número de anistias políticas de ex-cabos da Força Aérea Brasileira (FAB) anuladas pelo Ministério da Justiça. Nesta terça-feira (26) foram anunciados mais 39 nomes. Os benefícios foram concedidos pela Comissão de Anistia a partir de 2002.
Segundo informações da Agência Brasil, ainda não foi informado o valor que a União economizará com a suspensão dos benefícios. Os ex-cabos eram reconhecidos oficialmente por terem sido alvos de perseguição política durante a ditadura civil-militar (1964-1985), o que teria impossibilitado seguir na carreira.
Na semana passada, outras portarias do Ministério suspenderam mais 30 benefícios. Todas elas baseadas na análise feita pelo grupo interministerial criado em fevereiro de 2011. A partir daquela data, mais de 2,5 mil casos foram avaliados.
O processo de revisão começou em 2004, quando foram revogadas as anistias de 495 ex-cabos, por terem ingressado na Aeronáutica após a publicação da Portaria que criou a norma, em outubro de 1964.
De São Paulo, da Radioagência NP, Jorge Américo.

0 comentários:

Postar um comentário