"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Vetos impedem nova tentativa de resolução sobre Síria na ONU



Texto, patrocinado por cinco membros incluindo Portugal, recebeu 11 votos, mas não passou após ser vetado por China e Rússia; África do Sul e Paquistão se abstiveram.
Conselho de Segurança debate Síria
Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*
Um novo projeto de resolução sobre a situação na Síria foi rejeitado após receber dois vetos no Conselho de Segurança, em sessão nesta quinta-feira.
O texto, apresentado por Alemanha, França, Estados Unidos, Grã-Bretanha e Portugal recebeu 11 votos dos 15 membros do Conselho. Houve duas abstenções: África do Sul e Paquistão.
Regras
Apesar de obter a maioria de votos no órgão, o projeto de resolução foi rejeitado por dois vetos: o da China e o da Rússia que são membros permanentes do Conselho. Pelas regras da casa, um veto apenas já é suficiente para impedir a resolução.
Os membros do Conselho de Segurança também devem decidir sobre a situação da Missão de Supervisão das Nações Unidas à Síria, Unsmis, que expira nesta sexta-feira após três meses de presença no país.
Organizações não-governamentais dizem que o número de mortos pela violência na Síria estaria entre 13 a 15 mil, desde o início dos protestos contra o presidente Bashar al-Assad, desde março do ano passado.

0 comentários:

Postar um comentário