"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

sexta-feira, 19 de julho de 2013

O normal da grande mídia é contra a cidadania

A edição de ontem (quinta-feira 18) do Jornal Nacional foi mais uma vez direcionada a criminalizar os protestos no Rio de Janeiro, fora deixado durante longos minutos somente os casos de depredação de lojas e bancos, inclusive da sede da própria Globo.

Em uma das reportagens um comandante da PM defendeu o uso de gás lacrimogênio e armas letais e disse que o que foi pactuado com a secretaria de Direitos Humanos, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Anistia Internacional não deu certo. "Temos que mudar essa conduta. Estamos diante de algo que não sabemos, que não tem um líder e não temos com quem negociar", disse, afirmando que tem um vídeo onde mostra que os manifestantes jogam urina e cospem nos policiais. "Atrás da farda temos seres humanos. Para a polícia não tem direitos humanos?"

Perceba que há o mesmo discurso do jornalismo policial no que diz respeito à incompreensão sobre o que seja Direitos Humanos: Direitos humanos defendem bandidos. Esse mundinho precisa despencar.

A sociedade inventada da burguesia nacional e os costumes americanizados não podem mais ser considerados como o "normal", como dizem os manifestantes "o povo não é bobo abaixo a Rede Globo, esse instrumento de mistificação das massas é controverso a construção de um novo mundo.

0 comentários:

Postar um comentário