"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

O Choro de Rosalba e o oligarquismo no RN

Depois de muitas matérias tratando de supersalários pagos pelo Tribunal de Justiça e  pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte a Inter TV Cabugi, afiliada à Rede Globo no estado, exibiu entrevista ao vivo na manhã desta segunda-feira (05) com a "Governadora" do estado, Rosalba Ciarline. No fim do mês passado Rosalba havia determinado cortes de até 20% nas despesas  de órgão da Administração Direta  e Indireta.  Os cortes totalizam R$ 686,9 milhões no orçamento estadual. 

Os cortes foram rejeitados pelo TJ e pelo MP, inclusive, no mesmo dia em que foi anunciado os cortes o MP-RN denominou de unilateral o ato.

Como a administração, na verdade as administrações, no Rio Grande do Norte são oligárquicas, o oligarquismo paira pelo ar do estado e certamente o apadrinhamento e a troca de favores oneram pesadamente os cofres públicos. 

Na entrevista Rosalba classificou os cortes nos repasses ao TJ  e ao MP como necessárias devido a ter havido "frustração de receita", segundo a Governadora "O Fundo de Participação do Estado (FPE) não está correspondendo e o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) não está crescendo da mesma forma. Na hora que não existe esse dinheiro, é preciso fazer a reprogramação orçamentária". Segundo esse ano somente em 2013 o estado teria deixado de arrecadar mais de R$200 milhões.

Qual o caráter desses cortes? No ano passado o governo estadual teve uma receita bruta de R$ 8,1 bilhões e investiu R$ apenas R$ 307 milhões, o pior no Nordeste, inclusive recentemente houve devolução de receitas federais.

E o governo está pondo a culpa nos gastos a na baixa arrecadação. O remanejamento de créditos suplementares do Governo do Estado no Orçamento Geral do Estado (OGE) atinge em Junho R$ 804 milhões, de acordo com dados do Diário Oficial. Entre os remanejamentos está o excesso de arrecadação, com R$ 49 milhões; o superávit financeiro, com R$ 93 milhões; e a anulação que chega a R$ 660 milhões.

Rosalba chora, caridade faz parte do oligarquismo católico, já chorou em Caicó e hoje nessa entrevista após ser exibido um pai que não encontrara atendimento para seu filho, "Eu sou mãe, ver uma coisa dessa é muito doloroso", disse, meses atrás ela disse que era mãe em Caicó quando uma aluna de escola Pública levou um cartaz, aliás rasgado pela PM, para pedir melhoria em sua escola.

O Estado é miserável e sugado parasitariamente pelas oligarquias, os cortes deverão ser usados em algumas obras e propaganda de TV para tentar a reeleição em 2014.

0 comentários:

Postar um comentário