"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

domingo, 7 de setembro de 2014

Partidos, massas e cegueiras

"A loucura é muito rara em indivíduos — nos grupos, nos partidos, nos povos, na época — essa a regra." (Nietzsche)

Os partidos somente são partidos pelo fato de existirem pelo menos mais de um, por outro lado sempre o partido é a pretensão de formar um todo, dentre dele há o sectarismo moderno.

Link permanente da imagem incorporada

O partido totalitário era a parte com pretensão de todo usando o poder do Estado Moderno, chega-se a um limite onde j´não existe mais possibilidade para a política, surge então a loucura. Quem sair do partido será o maior dos traidores, a estética é a agressão.

Nietzsche dizer que "nos grupos, nos partidos, nos povos, na época" a loucura é a regra significa que esses "fechamentos" se veem como absolutos, se tornam cegos por seu próprio conhecimento.

O partido tem seu limite, a praça é muito mais livre; mas como dito acima o todo também é perigoso, quando se diz que não há partidos é uma só coisa os inversos se encontram.

O mundo é cheio de complexidades, se precisa antes de tudo, conhecer o que é o conhecimento. A ação máxima do partido pode se converter em terror, e geralmente ocorre, isso chama a complexidade "ecologia da ação", o dito para um sentido pode se tornar o exato inverso até então inimaginável.

"Ao mais forte de nossos instintos, ao tirano dentro de nós se sujeitam não apenas nossa razão, mas também nossa consciência" (Nietzsche)

Como o conhecimento pode produzir cegueira se criando contra cegueiras?

0 comentários:

Postar um comentário