"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

quinta-feira, 25 de junho de 2015

O maior esquema de corrupção do mundo

Por Wagner Torres

O Brasil vive a realidade do colapso da destruição da base tributária do Imposto de Renda Pessoa Jurídica, Contribuição do Lucro Líquido, ICMS, PIS E COFINS e agora com o aumento da taxa de desemprego a arrecadação do Imposto de Renda Pessoa Física mesmo com o governo confiscando a renda efeito da defasagem da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física em 64,5%.
Nesse contexto, parafraseando o inesquecível Renato Russo ao avaliar que o Congresso Nacional era e é o símbolo da corrupção, de forma irresponsável os Deputados aprovam a atual regra do salário mínimo para todos os aposentados impactando o orçamento em R$ 9 bilhões ampliando o risco de deterioração das finanças públicas e, portanto da perda do grau de investimento aumentando ainda mais o cenário de depressão econômica.

A título de comparação com dólar estimado em R$ 3,20 combinado ao efeito do PIB espuma com retração de 2% o reflexo é uma redução do PIB em US$ 800 bilhões de 2015 ante 2011, por isso que 32 milhões de aposentados do setor privado foram jogados a miséria do valor da aposentadoria.

Por outro lado, o Congresso Nacional terá a seu dispor um orçamento de R$ 9,278 bilhões em 2015 para torrar com 15 mil sanguessugas e a ponto de nos humilhar com salário de ascensorista de R$ 25 mil reais e que diferentemente de nós otários que financiamos essa baderna com aposentadoria aumentando constantemente.

Assim, diferentemente do que os organismos internacionais avaliaram o Brasil não reduziu a pobreza no governo Lula, pois o sol não nasceu para todos, mas para os donos das construtoras, os banqueiros, os milionários e bilionários que financiam a dívida pública e os apadrinhados no Congresso Nacional, Assembléia Legislativa e Câmara de Vereadores.

A realidade é que 200 milhões de brasileiros estão pagando a falácia de ajuste fiscal desde FHC, pois o famigerado superávit primário (economia para pagar juros) e as privatizações em nada contribuiu para reduzir a dívida pública.

A trajetória da dívida pública é o maior esquema de corrupção, pois o aumento da dívida pública foi de R$ 2,266 trilhões de janeiro de 2006 a abril de 2015, entretanto a mídia foca em apenas desvio de R$ 6 bilhões efeito da Operação Lava Jato.

0 comentários:

Postar um comentário