"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

WWF-Brasil em defesa das florestas no Fórum Social Mundial


Maria Cecília Wey de Brito, secretária-geral do WWF-Brasil, participa de discussão sobre mudanças no Código Florestal. Cientistas e representantes do movimento social, além da ex-senadora Marina Silva, também participam. Presidente Dilma Rousseff foi convidada, mas ainda não confirmou presença
 
O WWF-Brasil estará presente no Fórum Social Mundial, principal evento de discussão e mobilização do movimento social do planeta, que acontece entre 24 e 28 de janeiro em Porto Alegre (RS). No dia 26, às 9 da manhã, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, o Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável promove a mesa-redonda A Reforma do Código Florestal Brasileiro.
 
Estarão no debate, pelo Comitê, a ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, o coordenador da Via Campesina, João Pedro Stédile, o diretor da campanha Amazônia do Greenpeace, Paulo Adário, o diretor de movimentos sociais da União Nacional dos Estudantes (UNE), Rodolfo Mohr e a secretária-geral do WWF-Brasil, Maria Cecília Wey de Brito, além de representantes da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
 
O Comitê Brasil em Defesa das Florestas vai expor ao mundo, no Fórum Social Mundial, uma série de análises sobre o processo de discussão, tramitação e votação das mudanças ao Código Florestal. Foram convidados para o evento, e já confirmaram presença, os deputados federais Ivan Valente (PSOL-SP), pela oposição, e Paulo Teixeira (PT-SP), líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara. A presidente da República, Dilma Rousseff, também recebeu, na sexta-feira (20/01), convite para o debate, mas sua assessoria ainda não enviou uma resposta.
 
Maria Cecília Wey de Brito, secretária-geral do WWF-Brasil, lembra que o Fórum Social Mundial deste ano terá como tema principal as questões socioambientais. É fundamental que toda a sociedade brasileira se aproprie do debate sobre as mudanças no Código Florestal e seja incluída no processo de tomada de decisões a respeito do tema. Até o momento, a Câmara dos Deputados e o Senado ignoraram os interesses coletivos e agiram apenas em benefício de quem desmatou, avaliou.
 
O Fórum será oficialmente aberto no dia 24 de janeiro, às 15 horas, com uma marcha saindo do largo Glênio Peres, centro de Porto Alegre.
 
Outra atividade do Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento sustentável será uma reunião entre os integrantes das seções estaduais do Comitê, para alinhar estratégias de ação para 2012 nos diversos estados.
 
Para mais informações sobre o Fórum, acesse www.forumsocialmundial.org.br  

0 comentários:

Postar um comentário