Tráfico de animais silvestres


     O comércio ilegal de animais silvestres é a terceira atividade clandestina que mais movimenta dinheiro sujo, perdendo apenas para o tráfico de drogas e armas.
     O Brasil é um dos principais alvos dos traficantes devido à sua imensa diversidade biológica. Quando capturados esses animais são submetidos a péssimas condições de transporte. Muitos morrem antes de chegar ao destino final. Filhotes são retirados da mata, atravessam as fronteiras escondidos nas bagagens de contrabandistas para serem vendidos como mercadoria.
         Todos os anos mais de 38 milhões de animais selvagens são retirados ilegalmente de seu habitat no país, sendo 40% exportados, segundo relatório da polícia federal. O tráfico interno é praticado por caminhoneiros, motoristas de ônibus e viajantes. Já o esquema internacional envolve grande número de pessoas. Os animais são caçados ou capturados no Norte, Nordeste e Pantanal, geralmente por pessoas muito pobres, passam por vários intermediários e são vendidos principalmente no eixo Rio-São Paulo ou são exportados.

Postar um comentário

0 Comentários