"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

quarta-feira, 18 de julho de 2012

94 anos de Nelson Mandela: Liberdade respeitando e valorizando a liberdade do outro

 Símbolo da paz na África e exemplo para os líderes políticos, Nelson Mandela completa nesta quarta-feira (18), 94 anos. Mandela, ex-presidente da África do Sul (1994-1999) e Prêmio Nobel da Paz em 1993, é chamado também de Pai da Pátria no seu país. Por 28 anos, ele ficou preso devido às suas ações de resistência ao regime de segregação racial no país. Com limitações físicas devido à idade, Mandela tem aparecido pouco em público.

“Sonho com o dia em que todos levantar-se-ão e compreenderão que foram feitos para viverem como irmãos”, disse Mandela, pedindo o apoio de brancos, negros e mestiços para acabar com a segregação racial na África da Sul.


"Seu exemplo me ensinou a nunca desistir e nunca me considero também muito acima dos outros."





"Ser livre não é apenas  arrematar as próprias cadeias, mas  viver de uma forma que respeite e valorize a liberdade dos outros - Nelson Mandela"




A ONU comemora hoje "o dia de Mandela". A organização também aderiu ao apelo da Fundação ]homônima para que 67 minutos fossem dedicados à ajuda aos necessitados.
A ideia é marcar os 67 anos dedicados por Mandela ao serviço da humanidade, em reconhecimento à sua contribuição para a cultura de paz e liberdade.

Serviço da humanidade

Na resolução que instituiu o Dia de Mandela, a Assembleia Geral reconhece os valores e a dedicação dados por ele ao serviço da humanidade, nas áreas de resolução de conflitos e relações raciais.
Discursando pela última vez diante do órgão em 1998, Mandela anunciou a sua retirada da vida política, e exprimiu ao mundo seus desejos para o  futuro.

Mandela disse continuar esperançoso "de que o renascimento africano se enraizará profundamente, e floresça para sempre, sem considerar a mudança das estações. Se estes votos forem traduzidos em um sonho realizável, e não em pesadelo para atormentar as almas idosas," o antigo líder disse que teria, então, "paz e tranquilidade."



0 comentários:

Postar um comentário