"A liberdade de imprensa é a permissão de qualquer aleijado bater-se com um professor de esgrima." (Luís da Câmara Cascudo)

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Conselho de Segurança fará reunião sobre a Síria


Encontro será na tarde desta quarta-feira; na China, Secretário-Geral diz ter esperanças em acordo para a paz no país.
Conselho de Segurança
Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*
O Secretário-Geral considerou "muito positivos" os encontros com o presidente da China, Hu Jintao, e o Ministro das Relações Exteriores do país, Yang Jiechi, sobre a crise na Síria.
Falando, em Pequim, Ban Ki-moon disse ter esperanças de que o Conselho de Segurança possa chegar a um acordo sobre ações para a situação do país no Oriente Médio.
Diálogo
Na tarde desta quarta-feira, os 15 países-membros do órgão devem se reunir para discutir a violência que ocorre na Síria há mais de um ano, que já deixou mais de 10 mil mortos.
Ban Ki-moon afirmou que sua expectativa é de que o Conselho se manifeste de forma unida, "para permitir que os sírios iniciem o diálogo político que leve à transição do governo."
Rússia
A reunião ocorre próximo ao fim do mandato, em 20 de julho, da Missão de Supervisão da ONU na Síria, Unsmis. A representação suspendeu  recentemente as suas patrulhas regulares, devido ao aumento da violência.
Já o enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe ao país, Kofi Annan, terminou na terça-feira uma visita de dois dias à Rússia. Ele afirma ter tido uma "discussão positiva" com o presidente Vladimir Putin sobre as , medidas necessárias para o fim da violência e de assassinatos na Síria.

0 comentários:

Postar um comentário