DF: polícia investiga fraude de R$ 9 mi em amistoso da Seleção


A polícia do Distrito Federal investiga uma fraude na contratação de uma empresa que promoveu o amistoso entre Brasil e Portuga

A polícia do Distrito Federal investiga uma fraude na contratação de uma empresa que promoveu o amistoso entre Brasil e Portugal em novembro de 2008, que teve vitória da Seleção Brasileira por 6 a 2. Segundo o Jornal Nacional, 12 policiais civis de Brasília cumpriram mandados de busca e apreensão na sede da empresa, no Rio de Janeiro. A partida, que marcou a reinuguração do Estádio do Bezerrão, do Gama, na região metropolitana de Brasília, foi organizada pela empresa Ailanto Marketing e custou R$ 9 milhões ao governo do Distrito Federal. A empresa iniciou suas atividades pouco de um mês antes da realização do amistoso e possuia um capital de R$ 800 na época, segundo a polícia.

A polícia afirma que para negociar com o governo do DF, a empresa obteve do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, a cessão de direito sobre o jogo. O então governador José Roberto Arruda e o ex-secretário de Esportes Aguinaldo Silva de Oliveira, ao assinarem contrato com a empresa, segundo a investigação, ignoraram "a decisão da Procuradoria do Distrito Federal que considerou imprestável os motivos que justificaram o valor do espetáculo". Segundo o Jornal Nacional, a investigação estima que o rombo nos cofres públicos chegou a R$ 9 milhões, já que as despesas da partida foram pagas pela Federação Brasiliense de Futebol.


Fonte:JB Online


Postar um comentário

0 Comentários