Polícia reprime “indignados” gregos


Repressão surpreendeu os manifestantes que diziam seguir o exemplo de Portugal e fizeram um protesto contra a pobreza, o desemprego e os suicídios. Um vídeo registou a brutalidade dos polícias.
Polícia atacou sem ser provocada.
Milhares de pessoas manifestaram-se este domingo diante do Parlamento grego, seguindo uma convocatória que se espalhou pelas redes sociais e que apelava a seguir o exemplo de Portugal. O lema principal da manifestação foi “Pobreza, desemprego, suicídios. Basta!”
Os manifestantes começaram a concentrar-se a partir das 18 horas, numa manifestação colorida que levou balões, muitos cartazes feitos à mão, faixas.
Às 19 horas, porém, a polícia carregou inesperadamente sobre os manifestantes, sem avisar, a pretexto de impedir que o trânsito fosse cortado.
Um vídeo feito durante a repressão mostra quando os polícias tentavam algemar um manifestante que procurava evitá-lo e pediu auxílio. Outros manifestantes gritam-lhe que diga o nome, e o polícia tenta evitar que o faça, pondo-lhe a mão na boca e procurando evitar que se veja a sua cara. Ele consegue gritar o nome várias vezes.
Diante dos protestos dos manifestantes, outro polícia tenta afastá-los com o escudo e evitar as filmagens.
O protesto, com idas e vindas, só terminou às 21 horas.
Esquerda.net

Postar um comentário

0 Comentários