Reforma política - Sistema de plenárias

A insatisfação com partidos durante a onda de grandes manifestações que tomaram conta das ruas do Brasil deve, essencialmente, ao sistema de "partidos" criados para fins meramente de ocupação do poder, o país conta com cerca de 30 partidos, com raras exceções de partidos mesmo, servindo os demais para registrar candidaturas, que é o que interessa hoje. 

A necessidade de uma reforma política torna-se urgente para democratizar a própria política nacional. Devemos criar um modelo onde as candidaturas não necessitem de partidos, que sejam escolhidas em plenárias populares pela própria população. 

Os partidos existiriam livres de interesses secundários, serviriam apenas para unir interesses ideológicos, dessa forma somente participariam de partidos os interessados em discutir ideias e interesses da coletividade, mantendo-se sem restrição à criação de partidos, desde claro, que não sejam contrários à dignidade humana.

Manteria-se apenas uma casa legislativa de onde elegeria-se o presidente.

Postar um comentário

0 Comentários