Bolívia impede entrada de diplomatas espanhóis na embaixada mexicana


Euronews - A polícia boliviana não permitiu que vários diplomatas espanhóis entrassem no edifício da embaixada mexicana em La Paz, na Bolívia, por estes estarem encapuzados e alegadamente armados. O governo boliviano diz que vai fazer queixa à União Europeia daquilo que chama "abuso de poder diplomático" por parte dos diplomatas espanhóis.
A Chefe da Diplomacia boliviana, Karen Longaric, falou aos jornalistas. Longaric diz que a ação cometida pelos diplomatas espanhóis é uma "atrocidade" que "afeta a "dignidade, e soberania do Estado boliviano, a segurança nacional e que compromete a integridade física de todos os que estão na embaixada".

Madrid foi 'apanhada' numa teia de tensão que existe entre o México e a Bolívia, desde que o governo mexicano concedeu asilo ao antigo presidente boliviano.
Evo morales demitiu-se em novembro depois de dias intensivos de manifestações contra alegada fraude nas eleições presidenciais. Morales perdeu o apoio militar, demitiu-se do governo, fugiu para o México e, mais tarde, para a Argentina.
A chefe da diplomacia da Bolívia já tinha condenado a posição dos dois países perante o cenário político na Bolívia. “A atitude que o México e que o próximo governo da Argentina estão a demonstrar, infelizmente, está orientada a promover uma mudança na região de graves consequências para a estabilidade da região", disse Karen Longaric numa entrevista à Lusa.

Postar um comentário

0 Comentários