Energia, água e oceanos ganham destaque nas discussões para documento de negociação da Rio+20


Secretário-Geral da Rio+20, Sha Zukang. Foto: ONU/Rick Bajornas.
Nesta quinta-feira (15/12), primeiro dia de discussões do formato e estrutura do documento a ser finalizado na Conferência da ONU para o Desenvolvimento Sustentável – a Rio+20 –, energia, água e oceano foram as principais temáticas debatidas em Nova York.
Além do acesso universal a água potável e saneamento básico, foram propostas iniciativas de um uso mais eficiente de água na indústria, agricultura e geração de energia.
Quanto aos oceanos, o Secretário-Geral da Rio+20, Sha Zukang, propôs medidas de eliminação gradual de subsídios que incentivem a pesca predatória, leis mais duras contra a pesca ilegal, aumento da proteção de áreas marinhas e cooperação no monitoramento e acidificação do oceano.
Muitas das intervenções ressaltaram as metas levantadas por Zukang de energia sustentável para todos ancorados nos pilares de preocupação social, econômica e ambiental.
Ele lembrou que o processo está apenas no começo. “À medida que preparamos o rascunho zero, devemos lembrar que é um rascunho em negociação e não um rascunho já negociado”, afirmou o Secretário-Geral da Rio+20.
Acompanhe detalhes do evento, em inglês, clicando aqui
unicrio.png

Postar um comentário

0 Comentários