Nações Unidas pedem que mundo se una na luta contra a corrupção


Em mensagem para marcar a data, neste 9 de dezembro, o Secretário-Geral disse que o crime afeta não só os pobres e mais vulneráveis, mas também o setor privado e o desenvolvimento de países inteiros.
Campanha do Unodc: "Corrupção. Um crime contra a justiça."
Nesta sexta, as Nações Unidas marcam o Dia Internacional Contra a Corrupção. Segundo a ONU, o problema afeta todos os países e impede os progressos sociais. Em mensagem para marcar o Dia, o Secretário-Geral da ONU afirmou que a corrupção também alimenta a desigualdade e a injustiça.
Segundo Ban Ki-moon, quando pessoas e instituições corruptas roubam os fundos destinados ao desenvolvimento de um país, elas estão roubando educação, saúde e serviços básicos dos pobres e das pessoas vulneráveis.
Obstáculo à Democracia
Ele lembrou que 2011 foi marcado pelas vozes de cidadãos de países árabes e outras regiões do mundo. Uma união para denunciar a corrupção e exigir que os governos combatam esse obstáculo à democracia.
Ban pediu aos governos que ainda não ratificaram a Convenção da ONU contra  a Corrupção que o façam rapidamente.
O Secretário-Geral lembrou que a luta contra a corrupção pode beneficiar também o setor privado. A opinião de Ban, é de que esse problema desregula os mercados, aumenta os custos para as empresas, e castiga os consumidores.
Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.*

Postar um comentário

0 Comentários