No G20, pobres do Brasil têm o menor acesso à renda nacional


 Os pobres no Brasil têm a menor participação na renda nacional, entre todos os membros dos países que compõem o G20. Considerando a desigualdade social, o país fica atrás apenas da África do Sul. Essa conclusão foi feita pela Oxfam – entidade que atua em 92 países –, depois da análise de dados do Banco mundial.
O estudo demonstra que o Brasil está nas piores colocações, mesmo diante dos 12 milhões de brasileiros que saíram da pobreza absoluta entre 1999 e 2009. A pesquisa inclui México, Rússia, Argentina, China e Turquia na lista dos mais desiguais. A França lidera entre as nações com melhor distribuição de renda.
Uma projeção feita pela Oxfam estima que cinco milhões de brasileiros possam deixar a linha da pobreza até 2020, se forem mantidos os índices de crescimento da economia. No entanto, esse movimento está condicionado a uma distribuição menos desigual das riquezas.
A reforma agrária e o estímulo à agricultura familiar foram apontados como medidas de combate à desigualdade. Isso porque 47% da população mais pobre vive no campo.
O G20 reúne as maiores economias do planeta, que inclui os países desenvolvidos e aqueles que apresentam maiores índices de desenvolvimento. Juntas, essas nações concentram 90% do PIB (Produto Interno Bruto) e 2/3 da população mundial.
De São Paulo, da Radioagência NP, Jorge Américo.

Postar um comentário

0 Comentários