A reunião entre Kofi Annan e Bashar al-Assad não teve o resultado esperado pela comunidade internacional

O enviado especial da ONU, para dirigir os esforços diplomáticos por uma solução para a violência que abala a Síria,Kofi Annan teve hoje o encontro com o Presidente do País,  Bashar al-Assad.

Desde março passado, manifestantes contra o regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, estão sendo reprimidos pelas forças do país. Pelo menos 7 mil pessoas já morreram nos confrontos.

O resultado não foi o esperado pela comunidade internacional . Durante a conversa com o ex-secretário geral das Nações Unidas, Assad afirmou que não haverá possibilidade de diálogo enquanto os “grupos rebeldes continuarem atacando”, informou a mídia estatal.

“Nenhum diálogo político ou atividade política pode dar certo enquanto houver grupos armados terroristas operando e espalhando caos e instabilidade”, disse o presidente, que encara protestos pedindo sua renúncia há um ano.

Kofi Annan apelou a um cessar-fogo imediato na Síria, mas sem sucesso. 

O pedido foi feito, hoje, em Damasco, durante um encontro com o presidente, Bashar al-Assad. Mas nem mesmo a visita do emissário da ONU e da Liga árabe para a Síria fez calar as armas. 

O regime de Bashar al-Assad bombardeou este sábado, várias cidades do país, entre elas a cidade de Idleb, no noroeste. De acordo com as últimas informações dezenas de pessoas terão sido mortas. 

Com Agências Internacionais

Postar um comentário

0 Comentários