Vetos impedem nova tentativa de resolução sobre Síria na ONU



Texto, patrocinado por cinco membros incluindo Portugal, recebeu 11 votos, mas não passou após ser vetado por China e Rússia; África do Sul e Paquistão se abstiveram.
Conselho de Segurança debate Síria
Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*
Um novo projeto de resolução sobre a situação na Síria foi rejeitado após receber dois vetos no Conselho de Segurança, em sessão nesta quinta-feira.
O texto, apresentado por Alemanha, França, Estados Unidos, Grã-Bretanha e Portugal recebeu 11 votos dos 15 membros do Conselho. Houve duas abstenções: África do Sul e Paquistão.
Regras
Apesar de obter a maioria de votos no órgão, o projeto de resolução foi rejeitado por dois vetos: o da China e o da Rússia que são membros permanentes do Conselho. Pelas regras da casa, um veto apenas já é suficiente para impedir a resolução.
Os membros do Conselho de Segurança também devem decidir sobre a situação da Missão de Supervisão das Nações Unidas à Síria, Unsmis, que expira nesta sexta-feira após três meses de presença no país.
Organizações não-governamentais dizem que o número de mortos pela violência na Síria estaria entre 13 a 15 mil, desde o início dos protestos contra o presidente Bashar al-Assad, desde março do ano passado.

Postar um comentário

0 Comentários