Coisa sem futuro

Já pensou quão chato e sem futuro são essas festas atuais? "A mulherada bêba dançando em cima da mesa" diz o hit dos aviãozeiros e se procura mesmo fazer isso.

É um mundo sintético, roupas aos farrapos, mas, da moda, uns pedaços  amarrados e um copo na mão, tem um jeito de segurar para se colocar no facebook, essa é a maior marca dos "baladeiros".

É uma adaptação que Lamarck não imaginaria que acontecesse; se deixa de ser animal sociável e se torna caçador. Tente criticar pra ver a frase, algo do tipo "deita na br", um mundo onde se isola quem contraria.

Nada pode ser pior do que a "cultura" pos-semfuturo de muita luz e muito costume inumamo, as pessoas se consideram vindas do mundo digital, coisa do tipo que precisa ser curtida e compartilhada.

Quando misturada ao analfabetismo dos "produtores musicais" (Donos das bandas) no Nordeste a merda fica pronta, quem faz a "arte" nada sabe de arte, sabe esbanjar, posar de muito rico e contar historinha de sucesso em algum programa sem futuro de alguma tverzinha pirata.

Bom pensar como Ariano Suassuna, para ele o problema era apenas do que era servido, e nada tinha a ver com o gosto das pessoas, mas a juventude curtida, que curte Aviões do Forró e esse circuitozinho imundo enche saco de quem morreu, inclusive.

Postar um comentário

0 Comentários