Tem início em Porto Alegre o Fórum Social Temático 2012


Teve início hoje em Porto Alegre-RS o Fórum Social Temático 2012, evento que acontence entre 24 e 29 de janeiro em Porto Alegre, tradicional sede do encontro, e outros três municípios da região metropolitana - Canoas, São Leopoldo e Novo Hamburgo. Sem pretensão de ser uma reunião global, o FST receberá, mesmo assim, centenas de entrangeiros. A presidenta Dilma Rousseff também virá, ao lado de sete ministros, para atividades sobre a crise internacional, o combate à pobreza e a Rio+20.


O Fórum Temático terá 900 atividades, entre palestras, oficinas, seminários e apresentações artísticas. O ponta pé inicial ocorreu no início da manhã desta terça, com uma palestra de José Graziano, recém-empossado diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), no Palácio Piratini. 

O evento deste ano tem por lema: Crise Capitalista, Justiça Social e Ambiental. A mobilização por "outro mundo possível" é retomada nessa terça-feira (24/01), com a abertura em Porto Alegre do Fórum Social Temático (FST). O evento é ligado ao Fórum Social Mundial, que surgiu na capital gaúcha em 2001 como antítese do Fórum Mundial Econômico, que reúne a cada ano políticos e empresários na cidade suíça de Davos.

Organizado por movimentos sociais e organizações da sociedade civil, o FST, que prossegue até o próximo domingo, tem como tema a crise do capitalismo e justiça social e ambiental. Além da capital gaúcha, os debates se realizam em Canoas, São Leopoldo e Novo Hamburgo.

O FST tem como intuito ser uma prévia da Cúpula dos Povos, encontro de movimentos sociais que acontecerá paralelamente à Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, marcada para junho.

"Nossa preocupação é que a chamada economia verde (proposta central do Rio+20) seja apenas um novo rótulo para o mesmo modelo de desenvolvimento. Para nós, debater a Rio+20 é debater a crise capitalista", declarou Mauri Cruz, do comitê organizador do FST.

Com Agências

Postar um comentário

0 Comentários