Favoráveis a Morsi vão às ruas no Egito

O número de mortos em confrontos entre islamitas e forças de segurança, no Cairo, chegou a 50, informou a Reuters, citando fontes policiais.

Egito, revolução, vítimas, protesto

Os partidários do deposto presidente Mohamed Mursi batizaram esta sexta-feira de "dia de fúria" e saíram às ruas para protestar contra as ações dos militares, que realizam a repressão violenta dos protestos.

A polícia alertou que iria acabar de forma definitiva com todas as ações ilegais. A praça Ramsés se tornou o centro de resistência no Cairo. Os corpos de manifestantes mortos são colocados em uma mesquita localizada próximo do local, relata a mídia.


Postar um comentário

0 Comentários