Zygmunt Bauman sobre a educação: Devemos ser constantemente atualizados


"A visão da educação balística, em que o conhecimento do professor é disparado diretamente na cabeça dos estudantes não funciona mais. Definir o que é importante é um desafio difícil, já que a empresa e as suas prioridades estão mudando constantemente. A resposta está em constante atualização (educação continuada) de professores e do sistema educativo "

baumanIsto, em última análise, é o que explica em Florença o sociólogo polonês que inventou o conceito de sociedade líquida, Zygmunt Bauman. "Os programas internacionais que promovem a educação transacional - acrescentou - podem ser o meio para acelerar o progresso em direção a uma sociedade cosmopolita com base na troca e partilha, uma sociedade em que há uma melhor compreensão de onde se está vivendo em uma fusão de horizontes". Bauman deu uma palestra sobre o tema da educação na era da globalização, parte de uma iniciativa organizada em colaboração com a Universidade de Florença.

Em um ponto, o sociólogo disse: "O papel do professor era para orientar a jovens estudantes o caminho a percorrer, e aprender o que fazer. Isso não funciona mais nos tempos modernos. Os esforços do setor da educação aparecem muitas vezes desnecessários para responder à sociedade contemporânea. Todos nós somos viciados em computadores e informações. Por exemplo, tem mais informações em um exemplar do New York Times do que em todos os tipos de professores e filósofos do mundo. O mecanismo de busca do Google fornece bilhões de resultados e informações. Somos inundados com informações que muitas vezes é distribuído sob a forma de "entretenimento" 24 horas por dia, 7 dias por semana, somos bombardeados com informações.

De acordo com Bauman, o problema da educação hoje "é a seleção de informações relevantes, aquelas que podem dissipar a "névoa" de informações verdadeiras e escolher o que é necessário para interpretar a nossa sociedade."

"Nesse sentido, se antes de os professores tiveram um papel de "guardiões" por a sua autoridade, permitiam a seleção de informações, agora encontram-se tendo que lidar com uma nova situação em relação à transmissão do conhecimento, que é chamado de "poder brando" [1] ou o poder de entretenimento, mídia e mídia social, concorrentes dos professores. Os professores perderam o seu papel de "guardiões" da base de autoridade, deve procurar em outra parte. O equilíbrio - concluiu ele - tornou-se muito fino e sistemas tradicionais de educação têm chegado ao fim

[1] O poder suave, o soft power em Inglês, é um termo utilizado nas relações internacionais para descrever a capacidade de um ator político, como um Estado, para influenciar as ações ou interesses de outros atores que utilizam meios culturais e ideológicos, complementada por meios diplomáticos. fonte Wikipedia

Traduzido por James Teal para o espanhol para Ssociólogos de firenze.repubblica.it. Tradução para o português Blog A CRÍTICA

Postar um comentário

0 Comentários