Conselho de Segurança da ONU aprova resolução contra terrorismo

Documento mostra preocupação com a ligação entre crime organizado transnacional e terrorismo; orgão afirma que grupos estão obtendo financiamento através do tráfico de drogas, de pessoas e de armas.
Imagem: Unodc














Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.
O Conselho de Segurança da ONU adotou esta sexta-feira resolução que mostra uma ligação entre o crime organizado transnacional e o terrorismo na África, no Oriente Médio e em outras regiões.
Os 15 integrantes do órgão pediram aos países-membros que aumentem os esforços para combater essas duas atividades.
Grave Preocupação
Segundo o documento, "existe uma grave preocupação com o financiamento obtido pelos grupos terroristas através de ações ilícitas, como o tráfico de drogas, de pessoas, de armas e de artefatos".
A resolução reafirma a necessidade da comunidade internacional de suprimir o canal de financiamento que mantém viva as ameaças terroristas.
O subsecretário-geral da ONU para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman, falou aos membros do Conselho sobre a necessidade de uma ação urgente para lidar como os dois problemas. Ele deu como exemplo o aumento das atividades do grupo Boko Haram na região da África Central.
Combate
Feltman explicou que "o combate ao terrorismo não dará resultado a menos que as autoridades combinem ações para a aplicação da lei com o fortalecimento da boa governança, do Estado de direito e dos direitos humanos".
O representante da União Africana junto à ONU, embaixador Teté António, reconheceu que as atividades criminosas transnacionais na África contribuem para o surgimento de vários conflitos e complicam os esforços de solução.
António explicou que na região do Sahel, que inclui países como Mauritânia, Burkina Fasso, Chade, Nigéria, Senegal, Sudão e Etiópia, o tráfico de drogas e de armas, sequestros e lavagem de dinheiro estão interligados com o financiamento de grupos terroristas, como o Boko Haram e a Al Qaeda.

Postar um comentário

0 Comentários